Livro

Lua Azul – Alyson Nöel

Continuando com as resenhas da série “Os Imortais”, vamos começar com o resumo do livro:

Agora Ever descobriu que é uma imortal, assim como seu namorado Damen e tudo está lindo e maravilhoso depois que a ameaça de uma morte está fora de cogitação. Só que, claro, tudo muda quando um novo garoto entra no colégio. O nome dele é Roman e logo ele conquista a tudo e a todos, menos Ever, que sente que ele é perigoso. Conforme o tempo vai passando, Damen começa a se afastar de Ever e agir estranho, como se ele não fosse ele. Isso acontece com toda a escola e logo ela se vê sozinha tendo que descobrir o que aconteceu.

Ai ai ai, são tantas coisas pra falar que eu estou com DÓ desse livro. Primeiro de tudo, tenho que criticar a “rapidez” que tudo isso aconteceu. Conforme os acontecimentos vão passando (Damen ficando “doente”, ele se afastando da Ever, ele virando um idiota ainda maior e ele quase morrer), você tem a impressão que tudo aconteceu em questão de meses. Ai você termina o livro, começa o “Terra de Sombras” e descobre que, na verdade, se passou 1 semana. Isso foi algo que não me agradou, porque, primeiro de tudo, não gosto quando as coisas acontecem rápido demais. Segundo, porque odeio quando as coisas acontecem rápido demais. Não tem veracidade nisso, não… Não. Ai, não.

Depois, o que tenho que comentar é que a Ever é uma burra e ganhou o atestado dela nesse livro. É uma atitude mal pensada e calculada atrás de outra. Você tem vontade de entrar na narrativa e falar: “OW, ACORDA EVER” pra ver se ela reage do modo correto que ela deveria agir. E eu odeio quando a personagem principal tem tudo para ser uma mulher forte, independente, sensata, inteligente e bonita, mas vira uma songa no meio da história. Ela vira uma stalker, quando ela tem a chance de descobrir o que está acontecendo com Damen e a escola toda, ela decide revirar o passado do namorado dela por ciúmes e, o pior de tudo, quase mata ele no final do livro. Ai, Ever, Ever… O que faremos com você?

Roman é o novo personagem envolvido na série e devo admitir que ele é um dos meus favoritos simplesmente porque ele é um dos mais inteligentes. Ele consegue criar um plano para deixar a escola toda “enfeitiçada” por ele só para se vingar. Cara, eu queria ser como ele. Quando crescer, quero ser inteligente igual ele. Mas acho que essa impressão de “inteligência” só existe porque ele contracena com a Ever, que né, vamos combinar. Ele também é um imortal, mas ninguém nota (nem mesmo o Damen, que foi quem transformou ele em imortal. Alô, ai é da doação de cérebros?), e era apaixonado pela Drina, a imortal freak que mata a Ever em todas as suas reencarnações.

Fora os personagens, a história do livro teria tudo para me atrair, igual a história de Para Sempre, mas… A narração, por ser feita pela Ever, me tirou um pouco do sério e parece que a Alyson estava escrevendo só para ter um série de livros, mas sem ter assunto, porque parece que ela enrola tanto que, ai ai. Nöel também tem um problema em ficar repetindo palavras (calor e formigamento são palavras que eu nunca mais quero ler na minha vida, se possível) e sua escrita não evoluiu do Para Sempre para o Lua Azul. Por todos esses motivos, eu daria umas 3 estrelas pro livro.

Estou lendo o “Terra de Sombras”, que é a continuação, e tenho que falar, ta complicado. Mas logo logo escrevo a resenha para vocês.

Anúncios

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s