Livro

Feios – Scott Westerfeld

“Feios” é o primeiro livro da série que se tornou um bestseller mundial. O livro conta a história de Tally, uma menina que vive num mundo distópico, depois de um evento que dizimou boa parte da raça humana. Nessa sociedade, ao completar 16 anos, as pessoas passam por uma cirurgia para se tornarem perfeitos e, antes disso, são chamados de Feios. Tudo muda quando Tally, que está certa que quer ser perfeita, conhece Shay, uma menina que recusa de todas as maneiras a operação. Ela conhece um lugar onde os feios que não querem ser perfeitos vão, chamado “Fumaça”. Shay foge e a partir dai toda a história começa a se desenrolar.

Primeiro de tudo, eu vi muitas resenhas falando mal desse livro e eu só digo uma coisa: COMO? A primeira vez que vi esse livro já faz um tempinho, foi na livraria e eu me interessei muito. Depois de muito insistir e de uma promoção com os 4 livros da série por 44 reais na Saraiva, minha mãe comprou pra mim e os livros chegaram hoje. Não é surpresa que eu já tenha devorado o primeiro livro e querendo começar o segundo, mas estou me controlando, haha.

A narração é feita em terceira pessoa e a única coisa que não me agradou foi que, apesar do narrador ser onisciente, não vemos muito sobre o que a personagem está pensando. A personalidade, o jeito, fica tudo meio vago. Sabemos que Shay é uma menina decidida, de opinião forte, rebelde e tudo mais. Sabemos que Tally é aquela que quer seguir as regras, que quer ser o que a sociedade espera, mas ainda assim, não temos uma análise mais profunda da personalidade, e eu senti falta. Não é como em Harry Potter, que temos todas as personalidades definidas. Até Suzanne Collins em Jogos Vorazes com uma narração em primeira pessoa explorou mais a personalidade dos personagens.

Mas não, NÃO estou comparando Feios com Jogos Vorazes, estou apenas expondo que faltou profundidade dos personagens.

Scott nos mostra um mundo totalmente diferente: as pessoas tem uma consciência ambiental tremenda, as cidades são autosustentáveis e usam somente fontes de energia renovável, como o sol e o vento. Apesar de fantasioso, o autor nos faz REALMENTE acreditar que todas aquelas tecnologias são possíveis e eu fiquei querendo voar numa prancha. É uma novela distópica que não mostra logo de cara um governo controlador, como Divergente e Jogos Vorazes. No início temos a impressão que, na verdade, eles finalmente acharam um jeito de corrigir todas as coisas PODRES que existem na sociedade, mas claro que não é tão fácil assim, né?

Dou 4 estrelas pro livro, justamente pela falta de profundidade nos personagens. Fora isso, narrativa impecável, como um evento que te prende atrás do outro, você fica sem vontade de largar e quer saber mais. Recomendo muito, muito, muito. E viva às novelas distópicas!

Anúncios

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s