Livro

Especiais – Scott Westerfeld

Especiais é o terceiro livro da série Feios e, se não me engano, encerra o ciclo da “cura da perfeição”. Eu ainda não sei do que se trata Extras, mas dizem que já não segue mais a história de Nova Fumaça e tudo mais. Enfim, no final de Perfeitos, Tally e Zane foram capturados pelos Especiais quando deixaram a Nova Fumaça fugir. Ela é transformada em um novo tipo de Especial, os Cortadores, que literalmente se cortam para se sentirem bem e terem os sentidos aguçados. Agora ela é uma máquina de matar, porém sente falta de Zane junto com ela. Para que Zane se torne um Especial, ele tem que provar que é borbulhante. Tally e Shay ajudam Zane a fugir da cidade para encontrar a Nova Fumaça, que mais uma vez mudou de lugar.

Eu tenho que admitir que eu quase abandonei o livro no começo. Não me agradou, Tally finalmente tinha virado uma menina independente, forte e tudo mais, ai ela vai lá, é capturada e vira uma Especial, que se corta ainda. Me incomodou bastante o começo, por isso eu demorei pra terminar o livro. Depois, você vê como ela luta para continuar vendo o Zane com os olhos de uma Perfeita curada, do jeito que ela via antes, mas ela não consegue.

O livro mostra a ambição humana e no que ela pode se transformar. Ele vem pra ensinar uma lição que aquela velha frase: “Quem não conhece o passado, esta fadado a repeti-lo” é verdade. Também mostra que, quando as pessoas estão cegas, não vai ser o conhecimento do passado e toda a bagunça que causou, que vai pará-las. Tally tem um comportamento tipicamente mesquinho nesse livro, justamente pra mostrar o quanto os seres humanos se acham superiores.

Desde o primeiro livro, vemos Scott Westerfeld carregar no politicamente correto, principalmente quando se trata da natureza, e vemos esse teor de novo em Especiais, principalmente no final. Vemos a indignação que um desmatamento causa nesses “novos seres humanos”, coisa que não nos choca nem um pouco. É como se fosse um balde de água fria.

Enfim, eu continuo odiando a Shay, continuo achando que a Tally está fadada a sofrer (confesso que teve uma hora que tive que largar o livro, respirar fundo, tudo isso pra não chorar) e, bem, se não fosse pelo começo, o livro ganharia 5 estrelas… Scott Westerfeld, você é um gênio.

Anúncios

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s