Livro · Papo Sério

Livros: completos estranhos.

Hoje eu estava lendo um livro (que vou fazer resenha, talvez em vídeo) quando peguei meu habitual ônibus às 13:30. Subi no ônibus com ele em mãos e, logo que fiquei visível para a maioria das pessoas, todos olharam para mim. Todos. Não é mentira. Conforme eu ia andando para achar algum lugar para me apoiar e não precisar usar as mãos para não cair, todas as cabeças iam virando, me acompanhando.

A única coisa que passou em minha mente foi: “será que sou eu ou é o livro?” E, conclui que era o livro, pois todas as pessoas que estavam naquele ônibus, eram as mesmas pessoas que eu encontro todos os dias. E, depois dessa brilhante conclusão, pensei: “será que as pessoas estão tentando ver qual é o livro ou estão estranhando o fato de eu estar lendo?”. Se for a primeira pergunta, ok, tudo bem. Mas se for a segunda, por que aquilo causaria tanto estranhamento?

Todo mundo sabe que a leitura não é incentivada aqui no Brasil: os preços são salgados e temos a famosa cultura de “vou esperar o filme”. Leitura vira um hobby de pessoas com um pouco mais de dinheiro, que podem gastar quase 40 reais em um livro. Isso não pode ser desculpa, toda cidade tem pelo menos uma biblioteca pública. Eu morei em uma cidade com 15.000 habitantes e tínhamos uma biblioteca maravilhosa – que, aliás, foi onde meu gosto por leitura começou. Lembro até hoje que o primeiro livro que peguei pra ler foi “O Menino do Dedo Verde” e que todo mês eu pegava ele de novo, de tanto que tinha gostado.

A culpa, então, já não recai no dinheiro. A culpa recai na falta de interesse e na precária educação que é oferecida para a população. É fato: países com uma educação melhor tem indíces de leitura muito mais altas que em países onde a educação é falha. Se em muitas escolas não temos livros nem para alfabetização, quem dirá livros que incetivem a leitura e que seja prazerosa?

Parecia quase como se o livro fosse um ser extra-terreste que veio espantar e assustar a todos. E que eu era a nave-mãe.

Agora é a hora de eu me justificar. Eu IA fazer resenhas e continuar atualizando o blog. Porém, ta puxado. Ta muito puxado. Estou com pouco tempo para ler livros, além da minha mãe não gostar que eu compre livros enquanto estudo para o vestibular, mas já disse para ela que eu não consigo ficar sem ler, que é meu passatempo. Eu vou explodir até dezembro se eu continuar no ritmo de um livro por mês.

Anúncios

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s